domingo, 16 de março de 2008

This Gift

A música Indie da Escócia tem-se pautado por registos mais intimistas e depressivos. Daí que seja com algum encanto que se segue uma banda como os Sons and Daughters, membro honorário da onda de bandas que mistura um som Indie-Pop com a irreverência dançante que um toque electrizante permite. É numa mistura entre o Rock pós-adolescente das Long Blondes e o ritmo irresistivel dos YeahYeahYeahs que encontramos os Sons and Daughters neste seu terceiro trabalho, This Gift, que mantém um toque completamente feminino, em grande parte devido à sua vocalista, Adele Bethel.
This Gift não traz nada de novo em relação aos àlbuns do género que povoam a música dos dias que correm, mas é, pelo contrário, uma boa amostra dessa mesma música. Se a queremos ouvir - ou, nalguns casos, se a temos de ouvir - que a oiçamos bem feita. O trabalho apresenta uma agradável mistura de elementos, consegue ser espontâneo e compreender a música que faz. Pega nuns rockrolleiros riffs, ora mais ora menos ostensivos, e repete-os sobre refrões de grande força Pop, sempre num género muito Indie. A isto vai somando referências que enriquecem e animam o alinhamento.
O single com que primeiro se mostraram, "Guilt Complex", é um bom exemplo do que é a banda, do que é este trabalho e, além disso, de como se faz um bom single. Agitado, ritmado, original e easy-listening. São estes os pontos de referência de This Gift. Ora com um toque mais Rock ("The Nest"), ora mostrando uma faceta muito 80s'punk ("Chains"), ora fazendo-se acompanhar de uns coros masculinos muito Eddie Vedder ("This Gift"). O resultado é, invariavelmente, positivo. Nada de drasticamente original, mas positivo.

Título: This Gift
Autor: Sons and Daughters

Nota: 7/10

1 comentário:

John The Revelator disse...

Fiquei um bocado desapontado com o álbum, esperava mais. Mas, sim, claro, o balanço é positivo.